Empresas portuguesas com maiores despesas de I&D

Empresas portuguesas com maiores despesas de I&D

As despesas em investigação e desenvolvimento são importantes para assegurar a competitividade a longo prazo das empresas e organizações. É relativamente fácil obter o valor do investimento em I&D de empresas cotadas em bolsa. Nas restantes, o processo é mais complicado, sendo muitas vez, necessário contacta – las directamente.

Um grande investimento em I&D frequentemente traduz – se em futuras receitas, quer através de melhorias nos processos, produtos mais atractivos ou ganhos com licenciamentos. A DGEEC (Direcção Geral de Estatísticas da Educação e Ciência) compilou todos os dados e elaborou um ranking de empresas com as maiores despesas em I&D em 2019.

A tabela abaixo mostra as empresas com a melhor classificação.

De acordo com a DGEEC, alguns grupos ou organizações não foram incluídos na avaliação pois recusaram – se a terem os seus dados em I&D publicados.

EmpresaDespeca em I&DRecursos humanos em I&D
NOS, SGPS, S.A.67.050193
Grupo Altice58.288612
Bial – Portela & Cª, S.A.45121145
Grupo Banco Comercial Português22313181
Banco BIC Português1932933
Grupo Secil17465155
Infinera, Unipessoal, Lda.14524218
Hovione Farmaciência174
CEIIA – Centro de Engenharia e Desenvolvimento (Associação)12690231
Grupo Super Bock Group1207242
Grupo Porto Editora11819160
Nokia Solutions and Networks Portugal, S.A.11093
Grupo Megasa978218
Grupo Efacec9309151
Tecnimede – Sociedade Técnico-Medicinal, S.A.9260111
Em milhares de euros | Fonte: DGEEC

É notório que a NOS e a Altice Portugal estão a liderar a lista. Tal poderá ser devido à iminente chegada do 5G, que necessita de muito investimento. A Infinera e a Nokia Solutions são também bastante activas no sector das soluções de rede, mas fazem parte de um grupo internacional. 

A Secil detém uma forte presente na indústria de materiais de construção, tal como a Megasa do grupo espanhol Megasa. Já o Grupo Efacec desenvolve actividades em infra-estruturas energéticas, sistemas industriais e carregadores elétricos. A Bial e a Hovione têm, por sua vez, um grande peso na indústria biotecnológica e farmacêutica. Por fim, o Grupo Porto Editora desenvolve soluções editoriais e editoriais.

Saiba mais sobre o nosso Prémio Líderes Inovação Portugueses.